Você sabe o que é uma landing page e como elas podem ajudar a melhorar sua taxa de conversão?


Você sabe o que é uma landing page e como elas podem ajudar a melhorar sua taxa de conversão?

Uma landing page bem planejada pode potencializar vendas, conseguir muito mais leads e trazer diversos outros benefícios para sua campanha!

Se você quer capturar mais leads alvo, então você tem que criar landing page que transmita a sua mensagem da maneira correta.

Uma boa taxa de conversão é essencial para o sucesso de suas campanhas. Afinal, o marketing digital é um investimento. A grande maioria das empresas estão à procura de vendas e resultados.

Existem inúmeras estratégias que você pode aplicar para potencializar a conversão. Se você estiver interessado, pode ler sobre algumas delas nesse outro post que escrevi.

Uma dessas técnicas – muito eficiente – é o uso de landing pages. Mas, é claro, qualquer página não serve. É preciso planejar bem os detalhes de tudo que engloba o marketing, e a landing page não é uma exceção.

A verdade é que a maioria das landing pages não convertem. Isso pode levar algumas pessoas a pensarem que esse não é um bom investimento. Mas você pode mudar essa história, seguindo os 6 passos que ensinarei para criar landing pages de alta conversão.

A boa notícia é que não é complicado criar uma landing page poderosa. Você só precisa de algumas informações chave sobre esse modelo de conteúdo para poder se planejar.

Você deve construir um sistema comprovado, que consiga convencer para atrair e para falar com os seus consumidores.

Nesse post, eu vou explicar tudo o que você precisa saber para criar uma landing page com alta taxa de conversão. Continue lendo esse guia completo para descobrir todas as dicas e se tornar um expert:

O que é uma landing page?

Uma landing page pode ser definida de forma abrangente como a página pela qual o usuário chega ao site. Encontramos traduções, como página de destino ou página de aterrissagem pela internet. A tradução do termo, no entanto, não é tão importante: o conceito é bem mais amplo do que isso.

Ferramentas como o Google Analytics utilizam o termo “landing page” com o seu significado de origem.

Essa seção do menu mostrará qual página do site os usuários acessaram primeiro. Por exemplo, se um visitante entrou no seu site digitando o endereço no navegador, a landing page será a página inicial. Se encontrou um post do blog através do Google, no entanto, esse post será a landing.

Já no marketing digital, a landing page normalmente tem como objetivo a conversão ou captação de leads. Dessa forma, são páginas pequenas, com informação chamativa e específica.

É muito comum que sites as usem como divulgação de promoções ou eventos. Elas são, então, como uma parte separada do site principal da empresa, criadas com o objetivo único de divulgação ou captação de leads.

Você pode considerá-las como um tipo de outdoor virtual. No entanto, esse é um outdoor interativo, e que possibilita que os usuários forneçam informação, tornando-se leads, ou acessem uma determinada página de compras.

As landing pages normalmente possuem um conjunto de características e elementos que as tornam mais efetivas. Nesse post, você aprenderá tudo o que precisa para potencializar as taxas de conversão do seu site.

Qual deve ser o estado de espírito da sua audiência quando visitarem a sua landing page? Qual é a primeira impressão que você quer criar?

Esses passos simples funcionaram para muitas marcas e empresas grandes, e eu tenho certeza que você também vai obter ótimos resultados.

Importância da landing page para sua empresa

Não importa qual é o seu negócio, criar uma landing page nova e relevante é sempre aconselhável. De acordo com o Marketing Sherpa, “48% dos profissionais de marketing constroem uma landing page nova para cada campanha de marketing.”

Landing pages de alta conversão literalmente tomam conta do seu negócio quando você não está por perto. Quer uma prova? O VividBoard aumentou as suas conversões de 2% para 27% (um aumento de 1250%) com uma simples landing page de alta conversão. Dê uma olhada:

No geral, as landing pages serão usadas na sua estratégia de marketing digital para direcionar o tráfego.

Por exemplo, imagine que um cliente viu um anúncio sobre um dos produtos vendidos na sua empresa. Quando ele clica no anúncio, no entanto, vai para a página inicial do seu site. Isso pode confundir o cliente. Ele pode não encontrar o produto que buscava no site e você perderá a venda.

No entanto, se existe uma landing page específica para o anúncio, o cliente vai diretamente para uma página de compra. Esse tipo de estratégia é capaz de melhorar muito as taxas de conversão.

Quando criadas da forma correta, as landing pages podem fazer muito mais pela sua empresa. Confira alguns benefícios:

  • Possibilidade de captação de leads por meio de formulários;
  • Segmentação de ofertas, aumentando possibilidade de conversão;
  • Segmentação de leads de acordo com área de interesse;
  • Arrecadar dados valiosos sobre o comportamento e interesses do seu público.

É claro que, para que isso realmente aconteça é preciso dar atenção especial à criação das landing pages. Como em toda área do marketing digital, é preciso conhecer os elementos certos e se planejar de acordo.

Elementos de uma landing page de sucesso

Agora você já sabe o que é uma landing page e, principalmente, por que ela é tão importante para sua empresa. Então, é hora de começar a falar sobre os elementos que fazem dela uma ferramenta de conversão tão valiosa.

Uma landing page perfeita é clara, objetiva e chamativa. Para facilitar o entendimento dos elementos que fazem uma landing page ser um sucesso, vou dividi-los em três categorias principais:

  1. Oferta;
  2. Formulário;
  3. Call to Action (CTA).

Qualquer informação que vá além disso não deverá ser parte da landing page. A seguir, falarei mais sobre cada elemento nessas três categorias. Antes disso, no entanto, vamos estabelecer algumas regras. Você deve se atentar a elas durante a criação de todos os elementos da landing page.

  • Seja breve e objetivo;
  • Utilize linguagem chamativa e técnicas de copywriting;
  • O conteúdo principal da landing page deve estar visível sem precisar de rolagem;
  • Utilize imagens chamativas;
  • Dê destaque aos CTA;
  • Mostre o valor da sua oferta;
  • Não se esqueça das regras básicas de SEO;
  • Não sobrecarregue a página com informações e links.

Com isso em mente, vamos revisar o que deve estar na sua landing page de sucesso:

Título e subtítulo

Esse é o primeiro elemento da sua landing page, e é essencial que você prenda a atenção do usuário aqui. Sua oferta começa com o título, e o ideal é que ela esteja clara nele.

Utilize verbos no imperativo, que direcionam o consumidor à ação. Vamos ver alguns exemplos de bons títulos:

  • Faça o download gratuito do e-book: Landing Pages!”.
  • Ganhe 30% de desconto nas suas compras!”.
  • Fique por dentro das melhores dicas de marketing!”.

Perceba as semelhanças entre os títulos acima: são curtosdeixam claro qual é a vantagem para o consumidor, e usam verbos no imperativo.

O subtítulo deve ser usado como um complemento de informação. Normalmente, ele vem em uma fonte menor e menos chamativa. Vamos ver um exemplo:

Essa é a página de uma ferramenta para a criação de landing pages. Vamos ver o título:

“Create your own Landing Pages” ou “Crie suas próprias Landing Pages”.

Como os nossos exemplos, ele é curto, deixa a oferta clara e usa o verbo no imperativo. Esse exemplo vai mais longe: utiliza a tipografia variada para dar ainda mais destaque ao ponto principal da oferta, “landing pages”. O subtítulo também tem essas características:

“Build, publish and convert” ou “Construa, publique e converta.”

De forma concisa, ele esclarece as funções presentes na ferramenta, dizendo ao cliente o que ele pode esperar ao contratar seus serviços.

Os próximos elementos nesse exemplo são dois Call to Actions, mas falaremos disso mais adiante.

Imagem

A web, atualmente, é extremamente visual. O usuário está acostumado com o uso de imagens, gráficos e ilustrações. Não usá-los pode impactar muito na eficiência da sua landing page.

Um bom design é importantíssimo para atrair o olhar do consumidor. Para ter sucesso, é preciso trabalhar com imagens de qualidade.

A minha recomendação nesse caso é contratar um profissional para produzir a parte gráfica das landing pages. Seja um fotógrafo ou um ilustrador. É claro, você pode usar imagens de bancos, mas elas são um tanto quanto impessoais. Normalmente, é muito visível que a imagem usada é um stock.

Se a imagem que você usa na landing page puder fazer alusão ao produto que você está oferecendo ou à sua empresa, é muito melhor. Vamos ver um exemplo:

Outro fator muito importante para garantir a qualidade da sua landing page é, por incrível que pareça, o espaço em branco. No nosso exemplo acima, note o quanto da página não tem nenhuma informação, a não ser a cor de fundo:

No design gráfico e web, essa técnica é utilizada para direcionar os olhos para a informação.

Lembre-se dessa regra de ouro da criação de landing pages: menos é mais.

Descrição da oferta

Com uma boa imagem e títulos eficientes, você captou a atenção do usuário! Agora, é hora de convencê-lo a realizar a compra ou a se tornar um lead. Podemos alcançar esse objetivo com a descrição da oferta.

É aqui que o cliente em potencial vai, de fato, decidir realizar ou não a compra ou cadastro. Não preciso nem falar: esse texto é muito importante.

Não se esqueça das nossas regras gerais para a elaboração da landing page: o texto deve ser curto e objetivo. Eu não recomendaria passar de um parágrafo.

Esse é um ótimo lugar para implementar técnicas de copywriting. Se você quer saber mais sobre esse estilo de escrita e como usá-lo corretamente, eu já escrevi um post sobre isso aqui no blog.

Pode parecer difícil escrever um texto que convença seu cliente a comprar com apenas um parágrafo. E é aqui que a maioria das empresas erra: colocando muita informação na landing page.

Não caia nessa armadilha! A descrição deve explicar a oferta de forma breve e concisa. Se você acreditar que seu público precisará de mais informações antes de comprar, adicione um Call to Action. Por exemplo:

Esse é o screenshot de um template para landing pages. Note que após a descrição curta, existem dois botões: “Learn more” e “Get the App”. Essa é uma ótima forma dedisponibilizar mais informações para seus clientes em potencial sem sobrecarregar a landing page com texto.

Então, uma descrição de qualidade em uma landing page:

  • É curta: no máximo um parágrafo com duas ou três frases;
  • É objetiva: vai direto ao ponto e mostra ao consumidor as vantagens do produto anunciado;
  • Usa copywriting: aproveita técnicas de redação para melhorar a conversão;
  • É compacta: a tipografia e posicionamento são usados de forma a deixar bastante espaço em branco no layout;
  • Incentiva: a descrição é aquilo que convencerá o cliente em potencial a realizar a ação sugerida na call to action.

Formulário

O formulário é um elemento essencial em uma landing page que visa geração de leads. É por meio dele que o cliente em potencial fornecerá informações para sua empresa, criando uma linha de comunicação.

Como é superimportante, você não pode errar nesse elemento. No entanto, muitas empresas cometem o mesmo pecado de sempre: informações demais.

Procure olhar isso pelo ponto de vista do consumidor: você gostaria de passar mais do que alguns segundos preenchendo formulários? Além do tempo que o usuário levará para preencher, pedir muitas informações pode despertar desconfianças. E isso é válido para todos os tipos de cadastros.

Em geral, procure limitar o máximo possível os campos do formulário, pedindo apenas as informações que são imprescindíveis.

O dado mais fundamental é o e-mail do usuário. É a partir dele que sua empresa estabelecerá uma comunicação direta e poderá transformar esse lead em cliente.

Veja um exemplo onde o único campo necessário é o e-mail:

Agora, vamos ver um exemplo com um formulário um pouco maior, mas ainda bastante aceitável:

Esse exemplo utiliza um recurso muito interessante: a possibilidade de enviar os dados por meio de um perfil de redes sociais. Isso facilita para o usuário: ao invés de preencher os campos, ele só precisa clicar em um botão. Isso também é interessante para a sua empresa. As redes sociais são um método mais direto de comunicação e oferecem muito mais informações úteis.

Para elaborar um formulário eficiente e otimizar suas conversões:

  • Evite pedir muitas informações;
  • Se o cliente em potencial precisa rolar a página para visualizar seu formulário inteiro, ele está grande demais;
  • Ofereça alternativas para o preenchimento, como botões de conexão com redes sociais;
  • Seja responsável com os dados obtidos: spam, vazamentos e uso indevido podem manchar a imagem da sua empresa de maneira irreparável.

Direcione o olhar do visitante

Você certamente já ouvir falar sobre estudos e testes que mostram como os visitantes olham para as páginas na web. Se não ouviu, é hora de colocar a leitura em dia!

As imagens, textos e outros elementos gráficos na landing page são capazes de direcionar o olhar do consumidor. Para otimizar a conversão ao máximo, você deve entender quais elementos precisam estar em destaque, e como deverá ressaltá-los.

Vamos dar uma olhada no exemplo fornecido pelo estudo que linkei acima:

A escala de cores mostra para onde o olhar é direcionado nesse exemplo. O vermelho é o ponto de maior atenção.

Como você vê, o formulário é praticamente ignorado. Uma mudança simples é capaz virar esse cenário, no entanto:

A seta direciona o olhar e mostra para seu consumidor no que ele deve prestar atenção. Uma forma mais sutil de fazer isso seria usar uma imagem de alguém olhando para o formulário:

E essa técnica pode ser usada com qualquer tipo de imagem! Veja esse exemplo do MailChimp:

O mascote do site está olhando diretamente para o título, que passará a ser o centro das atenções. Se ele estivesse olhando para frente, você provavelmente olharia principalmente para a ilustração.

Gatilhos mentais

emoção é uma das formas mais eficientes para vender. Você já deve ter ouvido falar dos gatilhos mentais e visto vários casos de sucesso atrelados ao uso dessa técnica. Usar esse recurso é uma ótima forma de conquistar o consumidor em uma landing page.

Lembre-se que você estará trabalhando com uma quantidade bastante reduzida de informação. Por conta disso, é preciso fazer valer as poucas palavras que você tem!

Confira algumas dicas para usar gatilhos mentais:

  • Use verbos no imperativo;
  • Dê destaque ao valor da oferta;
  • Construa confiança;
  • Faça uso da psicologia das cores;
  • Crie urgência ou escassez;
  • Ofereça informação relevante;
  • Ofereça vantagens exclusivas.

Esses fatores são importantíssimos para aumentar as taxas de conversão. As pessoas farão mais cadastros e vão concretizar mais compras se ficar claro para elas que a ação é vantajosa. Vamos ver alguns exemplos:

A possibilidade de se tornar um usuário em uma lista beta remete à exclusividade e acesso antecipado a essa novidade.

Note o uso das coresrecursos gráficos e tamanho das fontes nas áreas destacadas. Essas técnicas de gatilhos mentais estão sendo usada para ressaltar ovalor e as vantagens da oferta. Além disso, o gráfico com “we recommend” em cima do plano médio incentiva a escolha.

Prova social

prova social é uma técnica utilizada pelo neuromarketing para aumentar as conversões de venda. Funciona dessa forma: as pessoas têm uma tendência maior de comprar produtos que já são bem aceitos no mercado, ou seja, quanto mais pessoas compraram o produto, mais chances de conseguir novos compradores.

Um exemplo muito claro da aplicação dessa técnica pode ser visto no site da Amazon.

Observe essas imagens:

Além de frequentemente recomendar outros produtos parecidos, usar a psicologia das cores no preço e mostrar o valor da oferta com o preço total, esses detalhes da Amazon também estão mostrando um dado importante: Outras pessoas compraram esse livro.

Ele é um produto bem avaliado e popular. Isso certamente vai incentivar as pessoas a concretizar a compra. Confira algumas formas de incorporar essa técnica na sua landing page:

  • “Já somos mais de 100.000! Descubra por que X serviço é tão popular”
  • “Mais de 300.000 mil pessoas já aproveitaram essa oferta! Não fique de fora!”
  • “Cadastre-se e descubra por que mais de 100.000 pessoas estão aproveitando essas dicas!”

Urgência

Criar um senso de urgência é outra forma eficiente de utilizar gatilhos mentais. Essa estratégia faz o consumidor pular boa parte do seu processo de tomada de decisão construindo um senso de urgência e escassez para a oferta.

Veja alguns exemplos de frases que causam esse efeito:

  • Apenas hoje: 30% de desconto!”
  • “Cadastre-se para reservar o seu! São apenas 500 unidades!”
  • “Quantidade de itens disponíveis: 23
  • “Preencha o formulário para se inscrever! Vagas limitadas!”
  • “Comprando agora mesmo você recebe 20% de desconto!”

Esse tipo de oferta desperta no consumidor a ideia de que é preciso aproveitar o momento. Isso elimina perguntas como “quero mesmo preencher o cadastro?” ou “preciso mesmo desse produto?”.

Como criar uma landing page de sucesso para o seu negócio: Passo a passo

Bem, agora você já conhece a fundo a anatomia de uma landing page. No entanto, saber o que ela deve ou não conter pode não ter sido o suficiente para esclarecer a melhor forma de fazer a sua.

Por isso, preparei esse passo a passo. Em apenas seis etapas, você montará uma landing page poderosa, capaz de potencializar suas conversões!

Eu recomendo acompanhar esse passo a passo fazendo uma landing page de exemplo. Dessa forma, você adquire experiência prática, além de facilitar o entendimento em relação aos detalhes do processo.

Acredite: fica muito mais fácil quando você começa! Por isso, esse passo a passo inclui um modelo de campanha para que você crie uma landing page como exercício. Vamos lá?

#1 Criando o conteúdo da landing page

O primeiro passo para criar uma landing page de sucesso é determinar o conteúdoque vai aparecer nela. Para isso, você precisa ter uma campanha e um objetivo em mente.

Lembre-se, menos é mais. Será preciso encaixar esse conteúdo em um layout simples e leve. Por isso, cuidado para não exagerar na quantidade de texto.

Defina quais são as informações mais importantes da campanha. São elas que deverão aparecer na landing page. Para ajudar na visualização, vamos ver um exemplo de uma landing page com a quantidade ideal de conteúdo, e uma poluída demais:

A landing page contém bastante espaço em branco apenas as informações essenciais.

Esse exemplo contém texto demais. O título e o subtítulo também não estão formatados de maneira correta e são longos.

Note que o segundo exemplo quebrou algumas das regras principais que estabelecemos para o conteúdo anteriormente. Veja quais são os problemas e como corrigi-los:

  • Título muito longo que não utiliza verbos no imperativo.
    Minha sugestão: “Organize sua vida de forma simples!” ou apenas “Organize sua vida!”
  • Subtítulo muito longo, contendo informações que poderiam ser a descrição.
    Minha sugestão: “Conheça nossas soluções para armazenamento.”
  • Descrição excessivamente longa.
    Minha sugestão: “Oferecemos serviços de aluguel de galpões que facilitam sua vida! Faça reformas ou armazene seus pertences de forma prática e segura, pelo tempo que precisar.”
  • Caso seja necessário incluir mais vantagens, seria melhor apresentá-las como uma lista, ou acompanhada de ícones.
    Minha sugestão é que esse tipo de informação não passe de três ou quatro tópicos.

Veja um exemplo:

Título e subtítulo

É importante ressaltar que esses elementos serão a primeira coisa que o consumidor vai ler. Por isso, é mais do que essencial dedicar atenção especial a eles.

As regras são: curto, informativo, chamativo, e no imperativo.

A oferta que a landing page está apresentando deverá ficar clara imediatamente. Qual é a solução que você oferece para seu cliente? Esse é o seu título.

O subtítulo deve ser um complemento. O ideal é que nunca passe de uma frase. Ele serve para esclarecer ainda mais a oferta do título. Por exemplo:

Descubra como fazer uma landing page!

Fique por dentro de todas as dicas com o nosso manual.

Perceba que o título oferece uma solução: aprender a fazer uma landing page. O subtítulo explica como a solução é alcançada: através da disponibilização de um manual.

Agora, é hora de colocar a mão na massa! Com um exercício, vou dar dois exemplos de produto, campanha e objetivo para que você crie um título e subtítulo para landing pages. Vamos usar esses exemplos como exercício em todo esse passo a passo.

  1. Produto: Consultoria de Recursos Humanos.
    Campanha: Disponibilizar um manual sobre processo seletivo para download gratuito.
    Objetivo: Captação de leads.
  2. Produto: Botas femininas.
    Campanha: Promoção de desconto em determinados modelos por tempo limitado.
    Objetivo: Aumento de taxas de conversão em vendas.

Mãos à obra!

Como utilizar técnicas de copywriting na produção do conteúdo

Copywriting é uma técnica de escrita focada em conversão. Assim sendo, fica claro que essa é uma ótima opção na hora de escrever o conteúdo de uma landing page.

O maior desafio ao escrever o conteúdo de uma landing page é o tamanho. Se manter breve e conciso e aplicar técnicas de copywriting ao mesmo tempo pode ser muito difícil.

Para entender melhor como compor o texto, vamos rever os principais elementos do copywriting:

  • Urgência;
  • Conexão;
  • Especificidade;
  • Transformação;
  • Chamada para ação (call-to-action);
  • Exclusividade.

Acredite ou não, é possível usar todos esses elementos em poucas linhas! Vamos ver um exemplo?

Nossa empresa tem a solução para o seu problema! Com o produto x, você potencializa seus resultados em apenas alguns dias. Cadastre-se já para receber mais informações. Mas corra, as vagas são limitadas!

É claro, esse é um exemplo bastante genérico. Mas vamos identificar cada um dos elementos:

Nossa empresa tem a solução para o seu problema! (conexão) Com o produto x, você potencializa seus resultados (transformação) em apenas alguns dias(especificidade). Cadastre-se já (Call to Action) para receber mais informações. Mas corra, as vagas são limitadas! (Urgência, exclusividade)

Viu só? É possível. Na sua landing page, você não precisa usar todos esses elementos ao mesmo tempo. Afinal, meu exemplo acabou ficando um pouco carregado.

É hora de treinar. Utilize os títulos e subtítulos que você já escreveu no item anterior e elabore uma descrição para cada um deles. Lembre-se de manter apenas um parágrafo e utilizar frases curtas. Não esqueça dos elementos do copywriting!

#2 Criando o design da landing page

Essa etapa pode ser a mais complexa para pessoas que não estão familiarizadas com design. Por sorte, você não precisa fazer tudo do zero.

Existem diversas ferramentas e templates que auxiliam na criação de landing pages disponíveis na web. Mais à frente nesse artigo, falarei sobre algumas delas.

O importante é você saber que esses recursos existem. Enquanto você não aprende como usá-los, pode planejar o layout da landing page que você está elaborando para o exercício em uma folha de papel. Uma ótima forma de testar uma ferramenta para criação de páginas é tentar reproduzir um conceito que você já criou. Assim, você pode avaliar a flexibilidade das edições.

Na hora de criar o layout, não esqueça de considerar as nossas regras:

  • Use bastante espaço em branco!
  • Menos é mais.
  • Use elementos gráficos para guiar os olhos do consumidor para os lugares mais importantes.
  • Use imagens originais, de qualidade e atrativas.
  • Trabalhe a tipografia de forma a destacar as informações mais relevantes.
  • Destaque o Call to Action!

Escolhendo o modelo a ser editado

Se você optou por usar um template como base, é preciso levar alguns fatores em consideração na escolha. Primeiramente, qual será o template que precisará do menor número de edições para alcançar os resultados desejados?

O ideal mesmo é encontrar um template que apresente a estrutura exata no seu planejamento. Dessa forma, só será necessário editar as imagens e outras informações.

Para escolher certo, fique atento a essas características:

  • O template é responsivo?
  • Os elementos da landing page, como imagens e texto, estão nas posições desejadas?
  • Se você precisa de um formulário, ele está incluído no template?
  • É possível adaptar o template para que fique consistente com sua identidade visual?

Não esqueça também de ler os termos de uso do material. Existem templates gratuitos que não permitem utilização comercial do código, por exemplo. Vale ficar atento para evitar problemas no futuro.

Customizar a identidade e imagens da página

Uma vez escolhido o template, é hora de customizar. Se você estiver usando um modelo pronto, capriche bastante nessa etapa. É importante diferenciar sua landing page das demais que usam o mesmo recurso.

Abuse das cores e imagens para trazer o branding da sua empresa para a landing page. Quanto mais reconhecível sua marca, melhor.

No entanto, lembre-se de tomar cuidado com o excesso de informações. Você quer manter a aparência da landing page limpa e o mais leve possível.

Para não errar, a minha melhor dica é não perder o foco. Tenha o objetivo da landing page em mente. Se é captação de leads, o formulário deve estar em destaque. Se é conversão em venda, o produto deve estar em destaque. E assim por diante.

Se atentando ao seu objetivo, você saberá que elementos do design deverão se sobressair, evitando o excesso de informação na landing page.

Determinar os campos do formulário

O formulário é um fator importantíssimo. Ele vai fornecer informações vitais sobre os seus clientes, então, você precisa pensar nele com cuidado.

A principal pergunta a se fazer é: “Quais informações eu preciso para atingir o objetivo da campanha?”

Um campo você pode considerar como essencial: o e-mail do consumidor. Você precisa dessa informação para estabelecer contato e transformar esse lead em cliente.

Depois que tiver a lista de informações necessárias, revise-a. Elimine o máximo de campos que você puder. Lembre-se que quanto maior o formulário, menor a probabilidade de ele ser preenchido.

Se seu objetivo é entender melhor o seu público e captar informações sobre interesses, talvez seja melhor focar os esforços nas redes sociais. Você pode também dar uma olhada nesse post que eu escrevi sobre o assunto.

#3 Determinando a configuração da landing page

A landing page é mais do que texto e figuras. Ela precisa funcionar bem. Existem muitos elementos que devem ser configurados, a começar pelo funcionamento dos formulários e do call to action.

Primeiro, você precisa tomar algumas decisões sobre sua landing page. Vamos lá:

  • Como será trabalhado o SEO On-Page?
  • Como os usuários chegarão a essa landing page?
  • O que acontece quando o leitor preencher o formulário?
  • Como o leitor poderá compartilhar essa página com outras pessoas?
  • Quais serão as métricas para acompanhar a performance dessa landing page?

Depois de configurada, é importante testar a página em diferentes sistemas, resoluções e navegadores. O objetivo é eliminar os erros e garantir que o funcionamento esteja 100%.

Afinal, que tipo de imagem um consumidor terá de sua empresa se preencher um formulário para receber um material gratuito e não for direcionado para a página de download?

Inserir URL

A URL da landing page é extremamente importante. Ela precisa refletir o conteúdo da oferta e preferencialmente ser curta. Isso é importante tanto para a otimização do SEO, quanto para incentivar o compartilhamento.

É verdade que a maioria das pessoas utiliza botões de compartilhamento nas redes sociais para dividir conteúdo que acharam interessante. (Aliás, não esqueça de configurar esse tipo de compartilhamento da sua landing page.)

No entanto, algumas pessoas ainda fazem o compartilhamento por meio do endereço, em especial em aplicativos de mensagens pessoais. Uma url enorme e cheia de códigos certamente desencoraja essa ação.

O ideal é que a url da landing page reflita o tema da campanha, não contenha acentuação e caracteres especiais, e use hífens no lugar de espaços. Isso ajuda também na indexação da página nos mecanismos de busca.

Criar e configurar um e-mail de agradecimento

Não esqueça de agradecer o usuário pelo cadastro! Essa ação pode adicionar um toque íntimo e pessoal no processo de captação de leads, aumentando a probabilidade de compra no futuro.

Você tem duas opções quanto ao agradecimento: redirecionar o consumidor para uma nova página ou enviar um e-mail para o endereço cadastrado.

Muitas empresas optam pela segunda opção. Além de ter uma atmosfera mais personalizada, o envio de e-mails pode ajudar a garantir que um endereço válido foi usado no cadastro. Por exemplo, no caso de disponibilização de material gratuito, o link para download pode ser enviado junto ao e-mail de agradecimento.

O e-mail, claro, não pode deixar de conter formatação para adequar a identidade visual. O ideal é que seja imediatamente óbvio de qual landing page e empresa o e-mail se originou, mesmo se o cliente não olhar o assunto e o endereço remetente.

Determinar o lead scoring

O lead scoring é usado para automatizar o processo de qualificação da sua base de leads. De forma geral, essa técnica serve para entender melhor os seus leads e identificar quais deles estão mais prontos para a compra.

Existem diversas ferramentas no mercado que são capazes de realizar essa tarefa. No entanto, para determinar o sistema de notas que serão dadas para os leads, é preciso que você determine quais são as características mais desejáveis no cliente em potencial e como medi-las.

Eu escrevi sobre esse assunto em maiores detalhes nesse outro artigo do blog.

#4 Utilize um call to action

Call to Action, ou CTA, pode ser traduzido como “chamada para a ação”. É por meio desse tipo de texto que você incentiva o consumidor a fazer o cadastro, entrar em outras páginas e realizar a compra.

Aqui mesmo nesse guia você encontra diversos exemplos de Call to Action. Releia e procure todos eles! (Dica: aqui está um.)

O CTA incentiva o leitor a realizar uma ação. De “clique aqui para saber mais” até “compre agora!”, frases importantíssimas para garantir o sucesso da sua conversão.

Os call to action podem ser usados em todos os elementos da landing page. No entanto, um deles deve estar muito mais destacado: aquele que incentiva a ação objetivo da landing page.

Por exemplo, em uma landing page que visa levar o cliente a concretizar uma compra, o call to action mais importante é o “compre agora” e/ou “garanta já o seu”. Caso o seu objetivo seja a captação de leads, o call to action principal será “preencha o formulário” ou “assine para receber mais dicas”.

Não esqueça de incorporar também as outras técnicas de copywriting na sua landing page.

#5 Gerando oportunidades com thank you pages

As Thank you Pages, ou TYP, tratam-se da página para qual o usuário é redirecionado quando realiza um cadastro ou faz uma compra. Normalmente, essas são páginas de agradecimento.

Mesmo que você tenha configurado um e-mail para esse fim, as TYP são necessárias. Isso porque o usuário precisa ser direcionado para algum lugar diferente depois da ação.

Se permanecer na mesma landing page, além de ter a impressão que nada aconteceu, ele estará em um beco sem saída. Ou seja, não visitará nenhuma outra seção do site e nem realizará novas compras.

A página de agradecimento é uma oportunidade incrível. O cliente que chegou nela mostrou-se interessado nos seus produtos, ou até mesmo já realizou uma compra. A partir daí, falta só um empurrãozinho para conseguir mais resultados.

TYP com ofertas relacionadas

Essa técnica é muito utilizada em e-commerces, e, certamente, pode ser adaptada para as TYP da sua landing page. Ela consiste em sugerir produtos e ofertas parecidos com aqueles que fizeram o consumidor clicar no seu link ou preencher o formulário.

Além de conseguir novas compras, você tem a possibilidade de incentivar a navegação pelo site e descobrir outros tipos de produtos e serviços oferecidos.

TYP com formulário para trial

Se você oferece uma ferramenta ou serviço pago, uma estratégia incrível é oferecer um período de testes. Através de um formulário na TYP, você alcança diversos benefícios de uma vez:

  • Mostra para o seu cliente que você tem interesse na opinião e satisfação dele;
  • Exibe sua ferramenta e cria ótimas oportunidades de venda;
  • Gera leads através do cadastro.

#6 Monitore os resultados

Como eu sempre digo, nenhuma ação de marketing pode ter sucesso se você não monitorar os resultados! Por isso, é importante definir as métricas mais relevantes para definir o sucesso da sua landing page.

Eu escrevi um artigo bastante detalhado sobre a definição de KPIs. Você pode encontrar esse material neste link aqui.

Uma vez que você decidiu quais métricas devem ser acompanhadas, é necessário gerar relatórios e acompanhar os resultados frequentemente. Isso possibilita que sejam feitos ajustes de performance e até mesmo ajuda a identificar métodos que não estão sendo tão eficientes.

Notificações de conversão

A grande maioria das ferramentas para monitoramento de performance de campanhas web oferecerão notificações de conversão. São relatórios periódicos que podem ser recebidos por e-mail, por exemplo.

Esse recurso é fundamental para fazer o acompanhamento da performance da sua landing page. Não esqueça de armazenar esses dados em uma planilha. Pode ser muito útil ter uma visualização mais ampla dos seus números em relação ao tempo.

Taxas de conversão e testes A/B

Quando você acompanha as taxas de conversão de perto, poderá fazer modificações na landing page para otimizar seus resultados. Existem testes que podem mostrar para você essas melhorias, como o teste A/B.

O teste A/B nada mais é do que uma comparação de performance entre a versão original da landing page e a versão que passou por modificações. Existem ferramentas para realizar esse teste, como o Google Optimize.

Eu não canso de falar: toda estratégia de marketing pode melhorar! Por isso, sempre atualize suas campanhas, dando atenção especial a esses elementos, que são os que mais têm impacto na performance das landing pages:

  • Título da página;
  • Call to Action;
  • Imagens e vídeos;
  • Descrição da oferta e uso de copywriting;
  • Tamanho do formulário;
  • Fatores que conferem confiabilidade à oferta (testemunhos de clientes, por exemplo).

Dicas: Como criar landing pages de alta conversão para o seu site

Parabéns! Você já sabe criar uma landing page do início ao fim. Agora, vou deixar aqui seis dicas incríveis para otimizar ainda mais os seus resultados! É só continuar lendo para descobrir os segredos das landing pages de alta conversão:

1. Entenda as dores da sua audiência.

Como você satisfaz alguém que você mal conhece? A verdade é que isso é difícil de se fazer.

Para impactar a sua audiência, você precisa entender as dores dela.

O seus concorrentes podem não estar seguindo esse caminho, o que é bom – você pode e deve tomar um caminho diferente. As ideias inovadoras são o marco inicial para o sucesso.

image01

“O primeiro passo para o sucesso não é trabalhar duro, mas pensar diferente e fazer as coisas de forma diferente”

Imagine isso: A sua audiência está com dor de cabeça e você está tentando dar remédios de dor de barriga para eles.

Será que eles vão escutar você? A sua solução não iria fazer com que eles lhe ignorasse?

Do mesmo modo, quando você criar uma landing page para aumentar ainda mais o seu negócio, você deve aproveitar as dores da sua audiência.

Por exemplo, aqui está uma landing page que se concentra na dor do consumidor: a necessidade de economizar dinheiro na conta de eletricidade.

image02

Este é o meu conselho para você:

Vá além para descobrir os problemas da sua audiência, ou seja, descobrir o porquê eles estão preocupados e procurando por uma solução online.

Lembre-se que alguém com um problema persistente ou um desafio vai procurar por soluções, de um jeito ou de outro. Esteja presente quando os seus consumidores ideais mais precisam de você – com a sua landing page bem desenhada e relevante.

Se você criar uma landing page que atenda os desafios do seu público, você se torna um especialista indispensável para quem está procurando uma solução.

É muito comum na internet encontrar promessas vazias e soluções que não funcionam. Se a sua landing page realmente ajudar o usuário, ele certamente voltará procurando outros serviços. E mais do que isso: clientes felizes recomendam, indicam e compartilham.

Como todo setor do marketing, focar nas necessidades do consumidor pode levar você mais longe na hora de criar landing pages.

2. Seja específico.

A sua landing page tem apenas um objetivo: Fazer com que as pessoas ajam.

Quando existem muitas opções para o consumidor escolher, agir se torna uma tarefa difícil para ele.

Essa situação é conhecida como o paradoxo da escolha. Ele revela, mais uma vez, que menos é mais. Muitas opções, geralmente, impedem as pessoas de fazer uma escolha. Especialmente se existe senso de urgência.

image13

Se a sua landing page se concentra em um objetivo único, você está ajudando os seus consumidores a tomar a decisão esperada.

Tentar promover mais de uma coisa em uma única landing page é uma estratégia de marketing ineficaz. Aqui estão algumas perguntas que você deve fazer a si mesmo:

  • A minha audiência entende o que eu estou oferecendo?
  • A minha landing page está focada em apenas uma coisa (por exemplo, obter 1.000 inscritos no e-mail)?
  • A minha audiência realmente precisa de uma solução além dessa oferecida?

Se você tiver um objetivo ou produto genérico, revise-o até que ele seja o mais específico possível. Não encha a sua landing page, ou você vai acabar confundindo as pessoas.

Você lembra do nosso exemplo de landing page muito poluída no passo a passo? Vamos rever ela:

O texto da descrição está oferecendo soluções para múltiplas situações: Preservar móveis, fazer reformas sem danificar nada, guardar coisas extras, armazenar colecionáveis…

Lotar uma única landing page com muitas soluções vai fazer com que a sua audiência sinta que sua empresa não é uma boa opção para eles e para seus problemas específicos.

Os especialistas profissionais são respeitados, principalmente, porque eles lidam com um problema específico.

Ao oferecer soluções para muitas coisas, você vai perder audiência. Por exemplo, se a sua landing page falar sobre construção de lista de e-mail e de e-mail marketing, eu posso afirmar que as suas conversões vão ser baixas.

Ser específico é uma necessidade. Entretanto, você também precisa da ferramenta certa para criar uma landing page com facilidade.

3. Escolha a ferramenta certa.

O que é uma ferramenta? Aqui está uma definição simples do Businessdictionary.com“Um item ou um implemento usado para um propósito específico.”

Escolha a ferramenta certa para o trabalho. Não use uma chave de fenda para bater pregos. Isso vai destruir a ferramenta e não vai ajudar você a realizar o trabalho correta e rapidamente.

image18

Usar as ferramentas erradas impactará negativamente os seus resultados.

Mas todas as ferramentas de landing page são a mesma coisa, certo?

Na verdade, elas não são iguais.

Algumas ferramentas são mais específicas do que outras. Usar essas opções podem ajudar a reduzir o seu estresse, especialmente quando você for criar uma landing page de alta conversão.

Por exemplo, o Instapage é uma das ferramentas de landing page mais fáceis no espaço digital. Ela também tem muitos modelos profissionais que são otimizados para converter visitantes em leads. Eu uso ela o tempo todo.

image12

É basicamente um software baseado no método “arraste e solte”. É bem fácil criar os layouts e planejar os elementos.

Outras ferramentas, como o Unbounce e o Leadpages, são igualmente úteis na criação de landing pages.

Nesse espaço de marketing digital superlotado, você precisa também automatizar algumas das tarefas. Afinal, é impossível, por exemplo, responder a todos os cadastros manualmente.

Uma resposta automática é essencial. Ela ajuda você a capturar, a se conectar, e a se comunicar com a sua audiência, até mesmo quando você está de férias e não está trabalhando ativamente.

Portanto, tente escolher a ferramenta de landing page certa – e facilite o seu trabalho.

4. Doe materiais úteis.

Você já imaginou como eu consegui construir 5 empresas SaaS multimilionárias de sucesso do zero? Eu já escrevi um post sobre isso, mas posso resumir a história para você:

image15

Você acha que eu tenho alguma habilidade especial que outras pessoas não têm? Pois eu não tenho. Eu sou igual a qualquer outra pessoa. A única diferença é que eu aprendi e sei como agir.

E aqui está o segredo do sucesso: eu forneço informações valiosas, práticas e ricas como conteúdos gratuitos.

A maioria dos profissionais de marketing preferem cobrar pelo mesmo conteúdo que eu compartilho gratuitamente. Esse guia mesmo pode ser usado como exemplo.

No final das contas, doar informações valiosas gratuitamente é muito mais lucrativo.

Sim, as recompensas (por exemplo, uma audiência leal, dinheiro) podem não chegar imediatamente, mas a sua marca evolui o tempo todo.

Se você quer construir a sua lista de e-mail rapidamente, certifique-se que o seu imã de leads seja gratuito e valioso.

Você já ouviu falar no termo “imã de lead”?

Um imã de lead é um conteúdo útil que você fornece gratuitamente, em troca do endereço de e-mail do usuário, levando esse usuário para o seu funil.

Um imã de lead valioso pode aumentar os seus leads rapidamente.

Por exemplo, este carinha gerou 28.507 leads para o DigitalMarketer.com em 45 dias:

image17

Sempre forneça um material valioso gratuitamente. Não precisa ser um arquivo secreto como esse acima. Pode ser um simples relatório, e-book, software, plug-in, ou até mesmo o seu tempo.

Pedir para que as pessoas se inscrevam na sua lista de e-mail sem doar nenhum brinde gratuito vai transmitir o sinal errado. E o pior, não vai fazer com que a sua lista cresça. Leia estas palavras do Winston Churchill:

image06

“Nós ganhamos a vida através do que recebemos, mas fazemos uma vida através do que doamos”

Fornecer brindes para o seu público-alvo é uma estratégia de marketing eficaz. É uma maneira de construir confiança e credibilidade com os seus consumidores.

Brindes sempre incentivaram as pessoas a agirem. Os seres humanos amam brindes.

E, se o seu brinde (imã de lead) for valioso, você vai direcionar um tráfego de referência para a sua landing page facilmente. Lembre-se: pessoas felizes vão espalhar a notícia.

Certifique-se também de que seu brinde está no formato que os seus consumidores vão gostar. Obviamente, esse é um dos motivos pelo qual você deve conduzir uma pesquisa de mercado primeiramente.

image04

Se você pode fornecer 2 horas do seu tempo gratuitamente – especialmente se você for um influenciador na sua área – para que as pessoas possam pedir conselhos para você, isso também pode ajudar.

Se você fornecer uma consulta gratuita, você vai construir relacionamentos que vão gerar dividendos no futuro.

5. Crie um título cativante e cheio de benefícios.

As primeiras impressões são importantes no mundo digital. Ser capaz de chamar atenção para a sua landing page é essencial – e o título ajudará você com isso.

Um fator que levou os sites de mídias de notícias ao sucesso (como o UpWorthy, o Buzzfeed, dentre outros) é o título. Esses caras sabem como escrever títulos chamativos e que mexem com as emoções das pessoas.

Veja estes títulos super atraentes, que instigam curiosidade ou se direcionam a emoções:

O título é crucial. O Brian Clark, fundador do Copyblogger Media, estimou que, em média, 8 em cada 10 pessoas vão ler o seu título, mas apenas 2 em 10 vão ler o resto.

Ted Nicholas, o famoso escritor de respostas diretas, também concorda, sugerindo que 73% do processo de decisão do seu comprador começa no título.

Criar uma landing page que chame a atenção do seu consumidor vai fazer com que eles queiram saber mais sobre o seu conteúdo.

Vamos comparar 2 landing pages diferentes. Tenha em mente que elas são do mesmo site.

Como você pode ver no primeiro design, o título é fraco e não oferece nenhum benefício real.

image00

Mas, depois de refazer o design, o título foi melhorado. Dá uma olhada:

image11

Você pode ver por si mesmo que a página redesenhada e o texto mudado chamam a atenção. Além disso, essa página melhorada teve um aumento de 33% na taxa de conversão.

Você pode desencorajar um cliente à primeira vista com um título fraco e mal criado.

A sua página deve ser atraente. Se o seu título for chamativo, os consumidores estarão muito mais propensos a ficar na página e agir do jeito que você quer que eles ajam.

6. Use imagens relevantes.

“Uma imagem fala mais do que mil palavras.”

Esse é um ditado muito famoso, e não é para menos. As melhores landing pages que eu conheço tem um visual muito bonito, isto é, imagens e vídeos atraentes.

Aqui estão alguns dados para inspirar os seus esforços em marketing visual:

  • Os humanos respondem a um conteúdo visual mais rápido do que você pode imaginar.
  • 90% da informação transmitida ao cérebro é visual, e as imagens são processados 60.000 vezes mais rápidas no cérebro do que um texto.
  • 80% das pessoas lembram o que eles veem e fazem.
  • Os visitantes de site gastam 100% mais tempo em páginas que contêm vídeos convincentes.

image08

As pessoas se lembram de 10% do que escutam, 20% do que leem e incríveis 80% do que enxergam e fazem.

O conteúdo visual dominou as redes sociais, e todo o resto da internet.

Na verdade, os elementos visuais incentivam o engajamento social. O Facebook e o Twitter estabelecem cada vez mais autoridade, devido ao alto volume de imagens e vídeos.

O visual clareia a informação para o leitor mais do que um conteúdo que só tem texto. Use imagens que são relevantes e convincentes para o seu público-alvo.

image07

“Esse é um mundo visual, e as pessoas reagem àquilo que é visual” – Joe Sacco

Usar imagens em landing pages pode transformar o seu negócio digital. Por exemplo, o Jason Thompson conduziu um teste A/B na sua página para verificar se substituição do seu ícone de contato pela sua própria foto faria com que mais pessoas entrassem em contato com ele.

Aqui está uma imagem da página original e da variação, junto com o resultado:

image14

Veja que a versão com a foto do Jason teve 48% mais conversões, comparado ao ícone genérico. Isso mostra o poder das imagens.

O Jason comentou os resultados do teste:

“As pessoas querem se conectar com as outras emocionalmente. A foto faz com que essa conexão emocional seja mais fácil e, como o teste indica, direciona as pessoas ao formulário de contato mais do que um ícone indefinido.”

Lembre-se que as pessoas respondem a diferentes tipos de imagens de diferentes maneiras. Por exemplo, as fotos de bancos de imagens podem parecer profissionais, mas o seu público-alvo já sabe onde você as encontrou.

Você deve parecer real para eles.

Portanto, não use fotos de bancos de fotos na sua landing page. Em vez disso, tire fotografias de você, ou do seu time, implementando a estratégia que você ensina.

Ou, melhor ainda, use imagens de tela para mostrar como a sua solução pode ser aplicada.

Isso é exatamente o que o GetResponse faz na sua landing page.

Dê uma olhada:

image16

Principais ferramentas para criação de landing pages

Para criar a landing page perfeita, você certamente precisará de algumas ferramentas. Seja para ajustar o layout, para encontrar modelos ou até mesmo para acompanhar os resultados.

Por isso, separei em uma lista as principais ferramentas no mercado. Experimente todas elas e encontre a que mais se adequa ao seu fluxo de trabalho e às necessidades da sua empresa!

Confira a seleção:

Hubspot

Hubspot é um suíte de ferramentas para marketing digital que eu considero muito útil. Ele possui diferentes funções, mas a mais relevante para esse guia é a de análise e relatórios de vendas no seu site.

Com essa funcionalidade, fica muito simples avaliar como está sua taxa de conversão e se a landing page está sendo tão eficiente quanto imaginado.

De quebra, a própria landing page da ferramenta é muito bem-feita:

RD Station

RD Station é um software voltado para a de automação de Marketing e Vendas. Quando a escala de leads começa a crescer na sua empresa, você certamente precisará automatizar certas partes do processo.

A ferramenta é perfeita para geração e o monitoramento de landing pages. Ela possui até mesmo templates customizáveis para que você produza o conteúdo mais rápido.

Ela também oferece integração com as redes sociais e possibilidades de fluxos de nutrição. Você ainda pode gerenciar os leads e criar o lead scoring diretamente no software.

Leadpages

Leadpages é uma ferramenta de criação que oferece uma enorme variedade de templates. E o mais interessante: você pode filtrar de acordo com a taxa de conversão!

Também é disponibilizado um editor mais robusto, capaz de configurar pop-ups e outros scripts.

É um serviço pago, e alguns templates também precisam ser comprados. Mesmo assim, essa é uma das ferramentas para criação de landing pages mais usadas no mercado.

Por meio do serviço, você também pode monitorar os seus resultados e realizar testes A/B.

Unbounce

Unbounce é outra opção bastante popular. Com essa ferramenta, é possível selecionar os itens que você quer na sua landing page em um menu lateral e arrastar eles para a página. A montagem é fácil assim!

O melhor é que os templates gerados são responsivos, ou seja, estão otimizados para exibição em plataformas mobile.

Também é possível acompanhar os resultados e realizar testes A/B com o software. A ferramenta é paga, mas disponibiliza um período de testes gratuito!

Como escolher a ferramenta correta para criação de landing pages

Você deve estar se perguntando como escolher a melhor ferramenta para suas landing pages. Bem, isso vai depender muito das necessidades da sua empresa. É preciso explorar e experimentar um pouco para chegar na solução perfeita. No entanto, você pode utilizar algumas diretrizes para lhe nortear.

Quando for escolher sua ferramenta para criação de landing pages, considere as seguintes funcionalidades:

Edição fácil e flexível;

Variedade de templates;

Formulários inteligentes;

Conversão social;

Possibilidade de integrações com diferentes sistemas;

Parâmetros de SEO;

Apresentar estatísticas e teste A/B.

Canais para divulgação da landing page

Para que esse guia seja realmente completo, eu não posso deixar de falar sobre as formas que você pode usar para divulgar sua landing page.

É importantíssimo utilizar os canais certos para garantir que sua página será vista e conseguirá a melhor taxa de conversões possível.

Os meios mais importantes para sua divulgação serão as redes sociais, blogs, listas de e-mail e anúncios de tráfego pago. Vou dar mais detalhes sobre as estratégias em cada uma dessas modalidades:

Redes sociais

Hoje em dia, todo mundo está nas redes sociais. Suas landing pages não podem ficar de fora. Através desses meios, é possível potencializar o seu alcance muito rápido.

No Instagram, a utilização das histórias é uma ótima forma de anunciar promoções exclusivas. No Facebook, procure grupos e fanpages que sejam compatíveis com os interesses do seu público.

Mas, cuidado! Procure respeitar as regras quanto a postagens de publicidade nos grupos (a maioria deles deixa elas especificadas). A prática de spam pode ser extremamente negativa para sua empresa.

Blog

Aproveite o tráfego que você já tem! Divulgue sua landing page nas páginas mais populares do seu blog ou site. Isso pode ser feito através de parágrafos curtos no texto, mas também pode ser inserido dinamicamente em páginas que já estão ranqueadas.

Por exemplo, você pode usar a barra lateral para posicionar um banner linkando para a landing page.

e-mail marketing

O e-mail marketing é uma ótima forma de fortalecer seu relacionamento com a base de clientes que você já possui. Certamente, eles ficarão felizes ao receber acesso a materiais úteis e ofertas no e-mail. A grande vantagem desse método é que existe grande possibilidade de que esses clientes concretizem a compra ou compartilhem a landing page.

Tráfego pago

As campanhas de tráfego pago e as landing pages certamente caminham de mãos dadas.

Na verdade, o que eu recomendo é que para cada anúncio que você contrate, você tenha uma landing page específica. Isso ajudará o consumidor que clicou no seu anúncio a encontrar exatamente o que procura, e de forma imediata. A possibilidade de que a venda seja concretizada é muito maior nesses cenários.

O tráfego pago pode ser um aliado muito poderoso para aumentar o alcance da sua landing page.

SEO para landing pages

A landing page pode não ser um blog ou site completo, mas não é por isso que você deve deixar o SEO de lado. Todas as regras básicas de otimização On-Page certamente ainda se aplicam.

Cuidar do SEO vai garantir o tráfego orgânico da sua landing page, ajudar no ranqueamento e no alcance do conteúdo. Por isso, fique de olho nesses fatores decisivos:

Escolha bem a sua palavra-chave;

Crie um bom snippet;

Trabalhe seu conteúdo na landing page;

Dedique atenção especial às imagens;

Use templates amigáveis para dispositivos móveis;

Fique atento à sua taxa de rejeição.

Conclusão

Você precisa investir o seu tempo, o seu dinheiro, a sua habilidade e os seus recursos se quiser que a sua landing page continue trazendo os resultados esperados.

Não é aconselhável mudar as coisas drasticamente na sua landing page, mas você também não deve deixar ela se estagnar.

O espaço do marketing digital está mudando. Novas ferramentas estão sendo desenvolvidas. Invista um tempo apropriado para aprender como essas ferramentas novas funcionam. Fique por dentro das tendências das landing pages – elas vão guiar você na hora de tomar decisões.

Em algum ponto, você pode precisar de mais landing pages. Entretanto, mantenha o foco e comece com apenas uma.

Até mesmo uma única landing page com o design certo pode produzir resultados impressionantes para o seu negócio.

Por exemplo, a Moz gerou um adicional de $1 milhão por ano, quando redesenhou as landing pages e as usaram para promover um dos seus principais produtos para os inscritos na sua lista de e-mail.

Uma landing page planejada da forma correta pode fazer suas conversões decolarem! O design, os elementos, o estilo do texto…. Tudo conta para criar a melhor landing page possível.

Explore as ferramentas disponíveis e crie landing pages cada vez melhores. Com elas, é possível conseguir uma conversão incrível, muito mais leads e melhorar ainda mais o seu alcance!

Quer mais dicas para que seu site detone nas taxas de conversão? Leia também esses outros artigos aqui no blog:

Mas, e você? Que estratégias usa para garantir que a conversão nas suas landing pages serão impressionantes? Divida suas dicas conosco nos comentários e aproveite para perguntar, caso tenha ficado com alguma dúvida!



SOBRE A AGÊNCIA


Somos uma agência digital full service especializada em gerar resultados através da internet.

Estamos localizados em Curitiba, no bairro do batel onde possuímos um espaço moderno para atender nossos clientes.


REDES SOCIAIS

Agência Adwords Curitiba

Direitos reservados © Agência Negocios na Internet 2019








CLIQUE PARA ENTRAR EM CONTATO

SOLICITAR CONTATO

Envie um formulário e solicite seu orçamento